Como evitar danos em inversores de frequência

Conhecer as causas dos defeitos e evitá-las significa reduzir gastos com manutenção corretiva ou compra de inversores de frequência novos. Por experiência, os principais fatores que comprometem seu funcionamento são:

 

– Ambiente inapropriado.

Causas: temperatura elevada, excesso de umidade no ambiente, oxidação de componentes provocados pela maresia e poeira.

Solução: utilizar painel elétrico com grau de proteção adequado e certificar-se periodicamente de que a temperatura, a umidade e a poeira estão dentro de níveis aceitáveis.

 

– Instalação elétrica inapropriada.

Causas: falta de dispositivos de proteção, aterramento incorreto, curto-circuito no motor.

Solução: utilizar disjuntores, fusíveis ultrarrápidos, dispositivos de proteção de surto. Verificar aterramento. Parametrizar o equipamento corretamente para proteção contra sobrecarga, sobrecorrente e curto-circuito.

 

– Manutenção preventiva inadequada.

Causas: não verificar condições dos ventiladores dos inversores durante preventiva, não verificar aperto dos parafusos, não seguir o calendário de manutenção proposto pelo fabricante.

Solução: verificar no máximo de 6 em 6 meses (3 em 3 meses para condições críticas de funcionamento) se todos os equipamentos estão sob as condições de ambiente e de instalação adequadas. Elaborar calendário de manutenção preventiva e substituição de componentes críticos baseado no tempo de funcionamento do seu inversor de frequência.

 

Com todas as medidas adotadas corretamente, a vida útil de um equipamento pode passar de 10 anos, chegando até a 25 anos em alguns casos.

Vale ressaltar que para um gestor de manutenção, a correta manutenção preventiva além de garantir o aumento da vida útil do equipamento, promove também:

– Economia de recursos, uma vez que não é mais necessário substituir o equipamento de 2 em 2 anos, por exemplo.

– Evita paradas de máquina e processos não programados para reparo ou recompra de equipamento.

– Evita mudança de projeto, uma vez que em muitos casos ao substituir um inversor que foi descontinuado, é preciso trocar seu modelo e fazer alterações no projeto.

– Previsão de gastos com manutenção preventiva, diminuindo significativamente os gastos não previstos com manutenção corretiva.